É curioso o desplante e desfaçatez com que a classe politica trata os assuntos de estado. Demonstrando um total desrespeito pelos eleitores que os elegeram para servirem o país

.posts recentes

. Uma desparasitação delici...

. Oh Pedrinho, é feio andar...

. É curioso a frase.

. Para que serve um Ministr...

. Qual é imagem de marca de...

. Mário Viegas Manifesto An...

. O pior presidente de semp...

. Vale a pena ir votar?

. Um presidente um governo.

. O fulano Decidiu que não ...

. Porque se fazem eleições ...

. Porque incomoda a tanta g...

. Pergunta do dia

. Anda por ai uma direita d...

. Olha como está irritada

. Andam todos por ai assust...

. Afinal o ps não aprendeu ...

. Que democracia é esta

. Diz o povo na sua sabedor...

. Existe gente com uma pret...

. “Ajudemos o presidente a ...

. O governo não sabia da li...

. Tiques de ditador.

. Porque razão apresentou a...

. O homem ainda não morreu ...

. Ulrich: "Troika mandou-me...

. Tanto ruido.

. 'Swissleaks' e a xariá

. O EMIGRANTE

. Quando se entra em campan...

. O alarve

. É um conto de crianças.

. Quando os valores morais ...

. Os nossos amigos de turba...

. 10 minutos da vida dum tr...

. Uma ideia, um terrorismo....

. O Mário e gafes

. Mais uma aventura que vai...

. O ambiente cheira mal

. Quando a saúde não tem me...

. Ilhas selvagens portugues...

. Estou farto dos que dizem...

. Quantos pobres recebem “9...

. Grande golpe publicitário...

. Muito se tem falado e esc...

. Visita Guiada ao Museu Mi...

. Como lida a polícia no br...

. A TAP, e os palermas

. BEM-HAJA, Senhor Almirant...

. São noticias deste calibr...

.tags

. “É para inglês ver”; insustentável; list

. “falta de carácter”

. “OBVIAMENTE

. "a voz do dono"

. "Não tenho andado por aqui"

. "o baqueiro do regime"

. "O insólito acontece "

. "reduzir salários"

. 10.8%;erro;grave;desemprego

. 14%; desemprego

. 150 bombeiros

. 150.000 entalhes.

. 25 abril

. 27º

. 4 Milhões

. «por que no te callas»

. a aldeia dos trafulhas.

. a arte de bem mentir.

. a culpa morre solteira

. a força

. a gamar é que esta o ganho

. A ministra? E os exames…

. a primeira baixa colateral

. a velha

. abertura

. acabou

. acepipe

. agentes políticos

. agressões

. aguenta

. ai

. ajuda

. al-zarqawi

. alcachofra

. alcatrão

. alemao

. alguem diferente

. alimentar

. almeida ao poder.

. amnistia

. amo-te

. ana politkovskaia

. anjos caídos

. aprender

. armadilha mortal

. arquivamento

. arredondamento; banco; roubo; arrogante

. Arriba Fóssil

. asneira; nuclear; falências; electricida

. asno

. asnos; governam

. assalto; banco

. assaltos

. assaltos violentos

. assistência

. avô cantigas

. azar; vai-te satanás

. balbúrdia

. baldas

. bancarrota; guerra-civíl

. bancos; depositos

. bancos; lucros

. bandeira

. bando de bestas

. banha da cobra

. bárbaros; império; reformas

. bes

. besta; muro

. bestas

. bestiais

. bicha popular

. bilderberg; foleiro

. bisonte;

. bloco central

. BMW; sumptuárias; encantar; défice

. bobo

. brasil

. briosa de luto

. bronco; sporting

. Buracos negros; pensões douradas; vidas

. burlesco; revolta; fora-da-lei

. burro

. burros e jumentos.

. c.g.d.

. cacto

. cada cavadela

. corrupção

. corruptos

. demagogia

. economia da ruína

. estupidez

. grécia

. incompetente

. militares

. oportunismo

. pedofilia

. ridículo

. roubo

. socialismo

. sons of anarchy

. todas as tags

.arquivos

. Novembro 2017

. Junho 2017

. Outubro 2015

. Julho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Abril 2014

. Fevereiro 2014

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Novembro 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

Terça-feira, 28 de Março de 2006

Falar para se ouvir.

«Defendo fim do salário mínimo e do subsídio de desemprego» Esta frase do dizem para ai que economista Daniel Bessa ex-ministro da economia e “socialista” convicto. Numa entrevista que saiu num jornal financeiro (noticia aqui)  , onde defende o fim do salário mínimo e do subsídio de desemprego justificando para isso o exemplo e com o cuidado de afirmar que é “extremo e demagógico” o que não é de surpreender. Nesse exemplo aberrante – para não adjectivar de modo mais incisivo. “Imagine uma pessoa que ganhe 5 mil euros por mês e que, de repente, fique desempregado. A solução que temos diz que esse senhor vai à procura de um emprego compatível e enquanto não arranjar 5 mil euros por mês, está no subsídio de desemprego.” O sr. Bessa então não sabe que o subsídio de desemprego é 65% do salário que o trabalhador auferia? E nunca superior a 3X o salário mínimo? Sim, é verdade não estou esquecido, ainda pode ser acrescido de uma verba de 80% do salário mínimo. Em casos muito excepcionais. E ainda outra questão, os prazos não contam para os patéticos 5000€, mas para os que auferem o salário mínimo contam?


Com as novas alterações que estão na calha como a de recusa de emprego com remuneração igual ao subsídio de desemprego (65% do que antes auferiam até um mínimo igual ao salário mínimo – também seria melhor), levar à perca imediata do subsídio. Será um terreno fértil a explorar pelo patronato de modo a reduzir o valor salarial. Um verdadeiro paraíso para os patrões sem escrúpulos. Como é uma medida de um governo demagógico e auto-intitulado socialista, mas com o apoio do alto capital é uma medida acertada.


Talvez até que não fosse mau que o subsídio de desemprego acabasse ½ milhão de desempregados é um exército de respeito mesmo que mal comandado, talvez impusessem mudanças nesta podre republica.


O governo tem pecado pela falta de coragem e pela lentidão nas medidas que se impõem de consolidação orçamental em Portugal e já que para lá caminhamos proponho a declaração do início da escravatura em Portugal. Como muito bem diz o “Não há volta a dar, não há atalho a seguir. “

publicado por carlocos às 23:10
link do post | Arrifem comentários | favorito
5 comentários:
De Anónimo a 31 de Março de 2006 às 19:01
Está mais que visto que esta esquerda de poder virou ultraliberal...
E ainda falavam mal do Durão Barroso e do Santana Lopes!!!Peixoto
(http://www.intimista.blogspot.com/)
(mailto:)
De Anónimo a 31 de Março de 2006 às 12:29
As televisões portuguesas (e os outros órgãos de comunicação social) têm vindo a censurar documentários e entrevistas passados na CNN e na Fox News. Porque é que as estações nacionais escondem aquilo que os cidadãos americanos têm vindo a saber?
Por isso, para furar este cerco de censura, absurdo, deixo-vos com este artigo, publicado em:
http://sociocracia.blogspot.com ou em:
http://paramimtantofaz.blogspot.com/ e em:
http://wwweditorial.blogspot.com/

(se outros houver outras reproduções, solicito que me informem)

Que confiança podemos ter nas "nossas" notícias, quando nos ocultam factos destes? Que crédito nos podem merecer os nossos meios de comunicação?
Ajudem a furar este cerco censório, que faz de nós um país atrasado, um país do terceiro mundo, sujeito a uma ditadura absurda, controlada por Washington... mais até do que a própria América, divulguem esta mensagem, por favor!

Na semana passada, o actor norte-americano Charlie Sheen (do filme Platoon – Os Bravos do Pelotão, Wall Street) colocou a carreira em risco ao dar duas entrevistas ao activista Alex Jones, nas quais pôs em causa a versão oficial dos atentados de 11 de Setembro de 2001.

Foi desta forma que ele se juntou a um grupo de centenas de personalidades que, nos últimos quatro anos e meio, têm vindo a público afirmar que a versão oficial não só é implausível como impossível, chegando a violar as próprias Leis da Física.

Este grupo inclui Andreas Von Bülow, antigo ministro da Defesa e da Tecnologia da Alemanha e ex-director dos Serviços Secretos Alemães;

Michael Meacher, ex-ministro do Ambiente do governo britânico de Tony Blair;

Ray McGovern, antigo conselheiro presidencial e ex-analista da CIA;

Paul Craig Roberts, Secretário do Tesouro durante o mandato do ex-presidente norte-americano Ronald Reagan e pai da sua política económica;

Robert Bowman, antigo director do Programa de Defesa Espacial Star Wars e ex-coronel da Força Aérea dos EUA;

Steven Jones, Professor de Física da Universidade de Brigham;

David Shayler, ex-oficial do MI5, os serviços secretos britânicos;

Morgan Reynolds, Professor catedrático da Universidade A&M do Texas que integrou o governo do actual presidente norte-americano George W. Bush durante o seu primeiro mandato, e muitos, muitos outros.

No entanto Charlie Sheen fez na semana passada o que ilustres investigadores, professores catedráticos e ex-ministros não conseguiram durante quase cinco anos: furar a censura e conseguir algum tempo de antena num programa da CNN, que transmitiu as suas declarações e expôs milhões de pessoas a factos sobre o 11 de Setembro que têm sido permanentemente ocultados.

Para ler mais e aceder aos "links" consultar um dos blogues referidos
Biranta
(http://sociocracia.blogspot.com)
(mailto:birabiran@yahoo.com.br)
De Anónimo a 31 de Março de 2006 às 11:39
Bom esforço.

Mas Daniel Bessa não diz que o subsídio de desemprego é de montante igual ao anterior salário— apenas que há uma prestação que não é interrompida durante o prazo de vigência a não ser pela oferta de emprego compatível (também em salário). Ou seja, que não é moral que se passe a mensagem que uma pessoa que tenha perdido o emprego "tenha direito" a um emprego equivalente, e que não tenha de fazer esforços. E que ao invés, faz muito bem em esperar que o Estado ajuda no que pode.

Diz— não sei se já teve oportunidade de o ouvir ao vivo— que os empregos que pagariam menos que o salário mínimo simplesmente não são criados. Logo há mais desemprego e infelicidade. Que como socialista, acredita em formas de empurrar as pessoas para novos empregos, mas não em sustentá-las no desemprego.AA
(http://aartedafuga.blogspot.com)
(mailto:antoniocostaamaral@gmail.com)
De Anónimo a 30 de Março de 2006 às 17:40
As afirmações do senhor Bessa são apenas disparates para aparecer na comunicação social. E como nós passamos cartão a qualquer idiota que apareça nos jornais, vai daí. A menos que seja para lembrar o senhor engenheiro que ele também é ministeriável.
Bardamerda aos idiotas.jt
(http://desgovernos.blogs.sapo.pt/)
(mailto:cunhaabel@sapo.pt)
De Anónimo a 29 de Março de 2006 às 12:03
Sinceramente, às vezes pergunto-me onde vivem os nossos politicos,não é no mesmo Portugal que nós concerteza...Adivinha
(http://adivinha.blogs.sapo.pt)
(mailto:adivinha21@sapo.pt)

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.links

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds