É curioso o desplante e desfaçatez com que a classe politica trata os assuntos de estado. Demonstrando um total desrespeito pelos eleitores que os elegeram para servirem o país

.posts recentes

. Uma desparasitação delici...

. Oh Pedrinho, é feio andar...

. É curioso a frase.

. Para que serve um Ministr...

. Qual é imagem de marca de...

. Mário Viegas Manifesto An...

. O pior presidente de semp...

. Vale a pena ir votar?

. Um presidente um governo.

. O fulano Decidiu que não ...

. Porque se fazem eleições ...

. Porque incomoda a tanta g...

. Pergunta do dia

. Anda por ai uma direita d...

. Olha como está irritada

. Andam todos por ai assust...

. Afinal o ps não aprendeu ...

. Que democracia é esta

. Diz o povo na sua sabedor...

. Existe gente com uma pret...

. “Ajudemos o presidente a ...

. O governo não sabia da li...

. Tiques de ditador.

. Porque razão apresentou a...

. O homem ainda não morreu ...

. Ulrich: "Troika mandou-me...

. Tanto ruido.

. 'Swissleaks' e a xariá

. O EMIGRANTE

. Quando se entra em campan...

. O alarve

. É um conto de crianças.

. Quando os valores morais ...

. Os nossos amigos de turba...

. 10 minutos da vida dum tr...

. Uma ideia, um terrorismo....

. O Mário e gafes

. Mais uma aventura que vai...

. O ambiente cheira mal

. Quando a saúde não tem me...

. Ilhas selvagens portugues...

. Estou farto dos que dizem...

. Quantos pobres recebem “9...

. Grande golpe publicitário...

. Muito se tem falado e esc...

. Visita Guiada ao Museu Mi...

. Como lida a polícia no br...

. A TAP, e os palermas

. BEM-HAJA, Senhor Almirant...

. São noticias deste calibr...

.tags

. “É para inglês ver”; insustentável; list

. “falta de carácter”

. “OBVIAMENTE

. "a voz do dono"

. "Não tenho andado por aqui"

. "o baqueiro do regime"

. "O insólito acontece "

. "reduzir salários"

. 10.8%;erro;grave;desemprego

. 14%; desemprego

. 150 bombeiros

. 150.000 entalhes.

. 25 abril

. 27º

. 4 Milhões

. «por que no te callas»

. a aldeia dos trafulhas.

. a arte de bem mentir.

. a culpa morre solteira

. a força

. a gamar é que esta o ganho

. A ministra? E os exames…

. a primeira baixa colateral

. a velha

. abertura

. acabou

. acepipe

. agentes políticos

. agressões

. aguenta

. ai

. ajuda

. al-zarqawi

. alcachofra

. alcatrão

. alemao

. alguem diferente

. alimentar

. almeida ao poder.

. amnistia

. amo-te

. ana politkovskaia

. anjos caídos

. aprender

. armadilha mortal

. arquivamento

. arredondamento; banco; roubo; arrogante

. Arriba Fóssil

. asneira; nuclear; falências; electricida

. asno

. asnos; governam

. assalto; banco

. assaltos

. assaltos violentos

. assistência

. avô cantigas

. azar; vai-te satanás

. balbúrdia

. baldas

. bancarrota; guerra-civíl

. bancos; depositos

. bancos; lucros

. bandeira

. bando de bestas

. banha da cobra

. bárbaros; império; reformas

. bes

. besta; muro

. bestas

. bestiais

. bicha popular

. bilderberg; foleiro

. bisonte;

. bloco central

. BMW; sumptuárias; encantar; défice

. bobo

. brasil

. briosa de luto

. bronco; sporting

. Buracos negros; pensões douradas; vidas

. burlesco; revolta; fora-da-lei

. burro

. burros e jumentos.

. c.g.d.

. cacto

. cada cavadela

. corrupção

. corruptos

. demagogia

. economia da ruína

. estupidez

. grécia

. incompetente

. militares

. oportunismo

. pedofilia

. ridículo

. roubo

. socialismo

. sons of anarchy

. todas as tags

.arquivos

. Novembro 2017

. Junho 2017

. Outubro 2015

. Julho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Abril 2014

. Fevereiro 2014

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Novembro 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

Segunda-feira, 25 de Setembro de 2006

As prisões deveriam servir para reabilitar.

Sabemos que as prisões não fazem o papel para que foram idealizadas. Sabemos que quem entra no mundo das prisões não entra num sistema de reabilitação.

Num mundo ideal as prisões teriam um papel de reabilitação dos reclusos e proporcionariam a reintegração dos cidadãos na vida activa. Seria assim e toda a sociedade ganharia com isso. Quer o recluso quer o cidadão que foi vítima. Mas, a realidade é diferente do ideal. O ideal custa dinheiro, mais que o real.

Empurrar alguém para este sistema prisional é garantir que vai ser também ele vitima dum sistema. Vai cumprir a sua pena e sair sem a mínima esperança e com o futuro traçado. A continuação da carreira marginal. Se foi a toxicodependência que o levou ao mundo prisional tem a garantia da continuidade no mundo da droga. Terá há sua espera uma sala de chuto e não uma sala de reabilitação. Que adiantou encarcerar sem fazer o mínimo esforço para formar, educar, reabilitar ou curar cidadãos para que um dia possam dar o seu contributo à sociedade. Seria a reforma ideal no sistema prisional criar lugares de reabilitação. Seria difícil um caminho espinhoso. Mas, nem todos são irrecuperáveis, alguns só precisam do empurrão certo. Um cidadão integrado em pleno é um bem precioso. Em vez disso este governo envereda pelo mais fácil em vez de curar e reabilitar opta pela satisfação do fácil, tornando-se apoiante do tráfico. Quer dotar as cadeias com salas de chuto. É mais caro condenar os reclusos a uma desintoxicação do que à toxicodependência. Será mesmo mais barato permitir que uma pessoa seja presa e que não a ajudem a libertasse da droga. Que sistema é este que prende alguém por resultado da droga e depois dão-lhe oportunidade de sair pior do que entrou. Assume-se que os detidos têm acesso à droga. Não se combate o tráfico dentro das prisões. Não se investe em desintoxicação e através de uma ideia maquiavélica garante-se o direito à injecção. A droga circulará livremente pelas prisões? Ou será o governo a fornecer a unidose, como se de uma aspirina se tratasse?…

publicado por carlocos às 19:43
link do post | Arrifem comentários | favorito
4 comentários:
De Elise a 26 de Setembro de 2006 às 22:11
É muito díficil recuperar um toxicodependente...
Abraço, boa noite!
De padeiradealjubarrota a 26 de Setembro de 2006 às 23:23
Estou de acordo, é tudo um contra-senso.
De É curioso a 27 de Setembro de 2006 às 00:10
Por isso se investe em salas de chuto!

Uma resposta a isso pode ser encontrada na Marinha de Guerra Portuguesa que tem um serviço de combate à toxicodependência (UTITA) que tem tido um êxito significativo quer no combate ao consumo de estupefacientes quer no consumo de álcool e ao do tabagismo.
Tenho o orgulho e prazer de conhecer o êxito de dois amigos meus no abandono no consumo de drogas duras e do álcool. Foi com a ajuda desse serviço que conseguiram vencer a dependência desses flagelos da sociedade.
De Cruzeiro a 28 de Setembro de 2006 às 17:04
Como em tudo neste país à beira mar plantado, optam pela maneira mais facil de resolver a questão, assim até pode ser que morram uns quantos de overdose e assim também resolvem o problema de sobrelotação...

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.links

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds