É curioso o desplante e desfaçatez com que a classe politica trata os assuntos de estado. Demonstrando um total desrespeito pelos eleitores que os elegeram para servirem o país

.UTILIDADES


ARTE
Aguarelas de Turner
Elfwood
Fantasy art
Boris Vallejo
Gorodin
Imagenetion
Luis Royo
Soanala
Tendreams
Zindy

ROTEIROS e MAPAS
Atlas local
Autour du Monde
Rotas e Viagens
Maporama.com
Mapas.clix
Mapa Michelin
Planta lisboa

AMBIENTE
Fauna Ibérica
Quercus
Geota
Portal Ambiente Online

COISAS INTERESSANTES
"> Dicas
Portal Europeu da Mobilidade
Expresso Emprego
Lado Negro da WEB
O Império Romano
Revelar Lisboa
Portal da história
Covers
Clube internet
Terramoto 1755
Lyrics
Museu das mentiras
Todays front pages
Realidade oculta
Vatican the Holy See

METEOROLOGIA
Geocid
Instituto de Meteorologia
Previsão do Estado do Tempo
Weather.co.uk

RECEITAS de CULINÁRIA
Culinarias.NET
Gastronomia de Portugal
Gastronomia Tradicional Portuguesa
Petiscos
Receitas de Culinária Online
Receitas e menus
Receitas macrobiótica
Receitas, Refeições e Comida É aqui!
Serviço Português de Gastronomia e Hotelaria

INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA
Atlas Geográfico
Centro de Estudos Geográficos
Earth google
Guia Geográfico
Instituto Geo do Exército
Instituto Geo Português

INVESTIGAÇÃO ESPACIAL
Agencia espacial europeia
SPACE.com
Portal do astrónomo

TEMPLATES
^.^ COYSITAS II ^.^
Mudar o template
Templates by Maximus
Portal By Marina

WALLPAPER
Dave's Scenic Nature
Deviantart
Desktopia
Digital Blasphemy
PCparadise
SPACE
Webshots

CASAS ENGRAÇADAS
Cavalheiros do Apocalipse Diz Que Disse
Esta barra é azul!
Estranho mas verdade
O coiso
Frente de Libertação Caramela
História em Disparates
Macacos sem galho
O Bobo
O MANGALHO ANTÍ-STRESS
vitominas

MOTORES DE BUSCA
Clix
Descobre
Google
Guia gratis
Iol
O leme
O Mocho
Sapo
Tendencia.cc

ENCICLOPÉDIAS E DICIONÁRIOS
Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
corrector On-line
Dicionários
Tradutor
Wikipedia

JORNAIS DE PORTUGAL
Agencia financeira
Correio da Manhã
Diário digital
Diário económico
Diario de notícias
Expresso
Lusa
Jornal digital
Jornal de negócios
Jornal de notícias
Jornalismo & Comunicação
Mundo.pt
Sol
Publico
O 1º de Janeiro
Semanário

REVISTAS
Nova Vaga
Visão
Finisterra
National Geographic
Atlântico
Sabado

TV
TVI

Rádio

Telefonia do Alentejo
RR

JORNAIS REGIONAIS
ALGARVE

Jornal do Algarve
Jornal do sotavento
Região sul

ALTO ALENTEJO
Diário do Alentejo

BAIXO ALENTEJO
Moura digital

BEIRA ALTA
Diário regional Viseu
Nova Guarda

BEIRA BAIXA
Jornal do fundão
Reconquista
Gazeta do interior

BEIRA LITORAL
As Beiras
Diário de Coimbra
Diário de Aveiro
Diário de Leiria

DOURO LITORAL
Imediato

ESTREMADURA
Jornal da praceta
Região de Setubal
Voz do campo
O Setubalense

MINHO
Diário do Minho
Antena Minho-106.0 FM

RIBATEJO
O Mirante
O Ribatejo
Vida Ribatejana

TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO
Mensageiro de Bragança
Voz do nordeste

AÇORES
Azores.gov
Azores digital
Açoriano Oriental
A união

MADEIRA
Madeira.gov
DN da Madeira
Jornal da Madeira

COMUNIDADES PORTUGUESAS
Lusoamericano
Gazeta Lusófona
Jornal Portugal Ilustrado
Mundo-Luso
Portuguese times
Sol Português

ESTRANJA
ANGOLA
Angola Press

ARGENTINA
Clarin Digital
Pagina12

BRASIL
Correio da Bahia
Diario do Nordeste
Globo
News yahoo
Midia sem mascara
Gazeta online

CHILE
El Mercurio
El diario

ESPANHA
El País
El Mundo
abc
Andalucia
El Periodico
Minuto Digital

FRANÇA
Le Monde
Le Figaro

INGLESES
Guardian
The Herald
Financial Times

ITALIANOS
Corriere della Sera
La Repubblica

PORTO RICO
El Nuevo Día

USA
The New York Times
The Washington Post

Islão
Webislam

.posts recentes

. Uma desparasitação delici...

. Oh Pedrinho, é feio andar...

. É curioso a frase.

. Para que serve um Ministr...

. Qual é imagem de marca de...

. Mário Viegas Manifesto An...

. O pior presidente de semp...

. Vale a pena ir votar?

. Um presidente um governo.

. O fulano Decidiu que não ...

. Porque se fazem eleições ...

. Porque incomoda a tanta g...

. Pergunta do dia

. Anda por ai uma direita d...

. Olha como está irritada

. Andam todos por ai assust...

. Afinal o ps não aprendeu ...

. Que democracia é esta

. Diz o povo na sua sabedor...

. Existe gente com uma pret...

. “Ajudemos o presidente a ...

. O governo não sabia da li...

. Tiques de ditador.

. Porque razão apresentou a...

. O homem ainda não morreu ...

. Ulrich: "Troika mandou-me...

. Tanto ruido.

. 'Swissleaks' e a xariá

. O EMIGRANTE

. Quando se entra em campan...

. O alarve

. É um conto de crianças.

. Quando os valores morais ...

. Os nossos amigos de turba...

. 10 minutos da vida dum tr...

. Uma ideia, um terrorismo....

. O Mário e gafes

. Mais uma aventura que vai...

. O ambiente cheira mal

. Quando a saúde não tem me...

. Ilhas selvagens portugues...

. Estou farto dos que dizem...

. Quantos pobres recebem “9...

. Grande golpe publicitário...

. Muito se tem falado e esc...

. Visita Guiada ao Museu Mi...

. Como lida a polícia no br...

. A TAP, e os palermas

. BEM-HAJA, Senhor Almirant...

. São noticias deste calibr...

.tags

. “É para inglês ver”; insustentável; list

. “falta de carácter”

. “OBVIAMENTE

. "a voz do dono"

. "Não tenho andado por aqui"

. "o baqueiro do regime"

. "O insólito acontece "

. "reduzir salários"

. 10.8%;erro;grave;desemprego

. 14%; desemprego

. 150 bombeiros

. 150.000 entalhes.

. 25 abril

. 27º

. 4 Milhões

. «por que no te callas»

. a aldeia dos trafulhas.

. a arte de bem mentir.

. a culpa morre solteira

. a força

. a gamar é que esta o ganho

. A ministra? E os exames…

. a primeira baixa colateral

. a velha

. abertura

. acabou

. acepipe

. agentes políticos

. agressões

. aguenta

. ai

. ajuda

. al-zarqawi

. alcachofra

. alcatrão

. alemao

. alguem diferente

. alimentar

. almeida ao poder.

. amnistia

. amo-te

. ana politkovskaia

. anjos caídos

. aprender

. armadilha mortal

. arquivamento

. arredondamento; banco; roubo; arrogante

. Arriba Fóssil

. asneira; nuclear; falências; electricida

. asno

. asnos; governam

. assalto; banco

. assaltos

. assaltos violentos

. assistência

. avô cantigas

. azar; vai-te satanás

. balbúrdia

. baldas

. bancarrota; guerra-civíl

. bancos; depositos

. bancos; lucros

. bandeira

. bando de bestas

. banha da cobra

. bárbaros; império; reformas

. bes

. besta; muro

. bestas

. bestiais

. bicha popular

. bilderberg; foleiro

. bisonte;

. bloco central

. BMW; sumptuárias; encantar; défice

. bobo

. brasil

. briosa de luto

. bronco; sporting

. Buracos negros; pensões douradas; vidas

. burlesco; revolta; fora-da-lei

. burro

. burros e jumentos.

. c.g.d.

. cacto

. cada cavadela

. corrupção

. corruptos

. demagogia

. economia da ruína

. estupidez

. grécia

. incompetente

. militares

. oportunismo

. pedofilia

. ridículo

. roubo

. socialismo

. sons of anarchy

. todas as tags

.arquivos

. Novembro 2017

. Junho 2017

. Outubro 2015

. Julho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Abril 2014

. Fevereiro 2014

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Novembro 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

.Contadores

Quinta-feira, 30 de Junho de 2005

MARCHA POR PRIVILÉGIOS

MARCHA POR PRIVILÉGIOS


 


Hoje as praças da armada vão fazer uma marcha silenciosa pela defesa de privilégios. A marcha tem início na praça do município e vai até a assembleia da república. Assim sendo, coloco neste blog a lista de privilégios dos militares gentilmente cedida pela Associação Nacional de Sargentos (ANS).


 


Os privilégios que levam a esta forma de protesto são os seguintes:


 


1º Privilegio de total subordinação ao interesse nacional.


2º Privilegio de estarem obrigados a uma permanente disponibilidade para o serviço. Se necessário com o sacrifício da própria vida.


3º Privilegio pela sujeição aos riscos inerentes ao comprimento das missões militares. Bem como à formação, instrução e treino que as mesmas exigem, quer em tempo de paz, quer em tempo de guerra.


4º Privilegio pela subordinação à hierarquia militar, nos termos da lei.


5º Privilegio pela aplicação de um regime disciplinar próprio.


6º Privilegio pela permanente disponibilidade para o serviço, ainda que com sacrifício dos interesses pessoais.


7º Privilegio pela restrição constitucionalmente prevista do exercício de alguns direitos e liberdades.


8º Privilegio pela adopção, em todas as situações, de uma conduta conforme com ética militar, de forma a contribuir para o prestígio e valorização moral das forças armadas.


 


Este conjunto de 8 privilégios impõe, só por si, outro leque alargado de privilégios para os militares e suas famílias, mesmo não tendo elas aderido às Forças Armadas. A saber:


 


Privilegio do militar a) horas extras de trabalho não remuneradas, 365 dias por ano e 24 horas por dia, e ferias condicionadas pelas exigências do serviço;


Privilegio do militar b) stress acumulado por situações de elevado risco, e situações de tragédia, de catástrofe e de guerra, situações onde somos os primeiros, e por vezes os únicos, a avançar;


Privilegio do militar c) esperança de vida reduzida devido à manipulação e operação de armas e equipamentos que funcionam com frequências prejudiciais e materiais radioactivos, para alem de condições de habitabilidade, alimentação, salubridade e sanidade impróprias;


Privilegio do militar d) habitar e trabalhar anos consecutivos em espaços confinados como navios de superfície, submarinos, aeronaves, acampamentos e exercícios no terreno (campanha);


Privilegio do militar e) quase 40% das mortes por doença dos militares portugueses são devidas a cancros, enquanto que, na população civil, esse numero de 20%;


Privilegio do militar f) segundo os últimos dados do instituto nacional de Estatística, referentes a 1997 e 1998, dos 215 militares falecidos 56 sucumbiram com tumores malignos – numero apenas ultrapassado pelas mortes por acidentes (66);


Privilegio do militar g) comparativamente com a população civil, os militares apresentam taxas de mortalidade três vezes superiores nos tumores das vias respiratórias (boca e faringe), aparelho respiratório e leucemia;


Privilegio do militar h) em 1998, morreram com leucemia dois militares com menos de 35 anos. Esta contabilidade engloba apenas os falecimentos de pessoas que, à data, exerciam funções nas forças Armadas – ficando de fora os que adquiriram as doenças em serviço e faleceram depois;


Privilegio do militar i) maior incidência de taxas de divórcios e dificuldades em constituir e construir o património da família e criar um núcleo de amigos e vizinhos estável.


Privilegio do militar j) mobilidade geográfica com prejuízos graves na educação dos filhos e para que o conjugue consiga um trabalho remunerado fixo;


Privilegio do militar l) Do RDM artigo 4º, 11º “conservar-se pronto para o serviço evitando qualquer acto imprudente que possa prejudicar-lhe o vigor ou aptidão física ou intelectual”


 


Outros tantos privilégios podem ser enumerados de entre os quais destacamos, pela importância, o de poder respirar em primeiro lugar o aroma das partículas do urânio enriquecido e outros metais raros utilizados nas armas e instalações militares. A doce volúpia de pisar uma mina anti-pessoal e ficar estropiado para toda a vida, gozando dos inúmeros privilégios que o estado coloca à disposição dos deficientes das forças armadas e de suas famílias. O raro privilégio de em vésperas do nascimento de um filho, embarcar para uma comissão de serviço afastando-o da família. O privilégios de assistir de longe ao crescimento e formação dos filhos, permitindo-lhe, assim, uma visão mais distante do problema, beneficiando de um melhor ângulo de analise.


 


Como se pode verificar os militares usufruem de um conjunto de privilégios que advêm da sua condição militar que mais nenhuma profissão possui, apesar de a adesão às Forças Armadas ser efectuada por concursos públicos abertos a toda a população. Ou seja: qualquer cidadão português, desde que o deseje, pode concorrer em pé de igualdade com qualquer outro para servir o País nas Forças Armadas e ficar habilitado a usufruir de todo este leque de privilégios. Porque motivo o não fazem?


 


Qual seria o estatuto social dos militares portugueses se, à semelhança do que se passa, p. e. , com os administradores das Empresas públicas (Banco de Portugal incluído) e privadas, usufruíssem dos meios medico – sociais e assistenciais dos militares dos restantes países nossos aliados e parceiros na EU? Quão distante nos encontramos deles e daqueles que ao longo destes 20 anos pós adesão beneficiaram dos biliões dos fundos comunitários, estruturais, de coesão…etc. Haja pelo menos vergonha ao falar de privilégios.


·        Onde foram consumidos, e com que eficiência, os biliões de euros dos fundos de coesão que entraram no país nos últimos vinte anos provenientes da CEE e depois da EU?


·        Onde foram consumidos os biliões de euros que os sucessivos Governos foram amealhando à custa dos sacrifícios pedidos aos portugueses e consequente perda de direitos adquiridos e poder de compra?


·        Como gastaram os 210 milhões de Euros do buraco do fundo de pensões e os 250 milhões de Euros que o estado já deve ao9s reformados militares pelo pagamento do complemento de pensão?


·         Que sumiço levaram os milhões de Euros que o Estado arrecadou do congelamento de 2 anos de vencimentos dos militares e de mais de uma década de carreiras bloqueadas pelo incumprimento da revisão dos quadros orgânicos, supostamente, para contribuirmos para o equilíbrio das finanças publicas que. Afinal agora, agora ainda estão piores do que então?


 


Já que não há resposta para estas questões, haja pelo menos patriótica vergonha!


 


Este comunicado da ANS termina com esta afirmação, em forma um pouco de interrogação. Eu também me interrogo, e para encontrar resposta a essas e outras interrogações, coloco aqui alguns trechos duma entrevista que saiu num jornal espanhol.


 


En los últimos 18 años, Portugal fue el país que recibió más beneficios por habitante en asistencia comunitaria. Sin embargo, tras nueve años de acercarse a los niveles de la UE, en 1995 comenzó a caer y las perspectivas hoy indican mayor distancia.


 


¿Dónde fueron a parar los fondos comunitarios?, es la pregunta insistente en debates televisados y en columnas de opinión de los principales periódicos del país. La respuesta más frecuente es que el dinero engordó la billetera de quienes ya tenían más.


 


Los números indican que Portugal es el país de la UE con mayor desigualdad social y con los salarios mínimos y medios más bajos del bloque, al menos hasta el 1 de mayo, cuando éste se amplió de 15 a 25 naciones.


 


TAMBIÉN ES EL PAÍS DEL BLOQUE EN EL QUE LOS ADMINISTRADORES DE EMPRESAS PÚBLICAS TIENEN LOS SUELDOS MÁS ALTOS.


 


El argumento más frecuente de los ejecutivos indica que ?el mercado decide los salarios?. Consultado por IPS, el ex ministro de Obras Públicas (1995-2002) y actual diputado socialista JOÃO CRAVINHO desmintió esta teoría. ?Son los propios administradores quienes fijan sus salarios, cargando las culpas al mercado?, dijo.


 


En las empresas privadas con participación estatal o en las estatales con accionistas minoritarios privados, ?los ejecutivos fijan sus sueldos astronómicos (algunos llegan a los 90.000 dólares mensuales, incluyendo bonos y regalías) con la complicidad de los accionistas de referencia?, explicó CRAVINHO.


 


Estos mismos grandes accionistas, ?son a la vez altos ejecutivos, y todo este sistema, en el fondo, es en desmedro del pequeño accionista, que ve como una gruesa tajada de los lucros va a parar a cuentas bancarias de los directivos?, lamentó el ex ministro.


 


La evasión fiscal impune es otro aspecto que ha castrado inversiones del sector público con potenciales efectos positivos en la superación de la crisis económica y el desempleo, que este año llegó a 7,3 por ciento de la población económicamente activa.

Los únicos contribuyentes a cabalidad de las arcas del Estado son los trabajadores contratados, que descuentan en la fuente laboral. En los últimos dos años, el gobierno decidió cargar la mano fiscal sobre esas cabezas, manteniendo situaciones ?obscenas? y ?escandalosas?, según el economista y comentarista de televisión Antonio Pérez Metello.


 


?En lugar de anunciar progresos en la recuperación de los impuestos de aquellos que continúan riéndose en la cara del fisco, el gobierno (conservador) decide sacar una tajada aun mayor de esos que ya pagan lo que es debido, y deja incólume la nebulosa de los fugitivos fiscales, sin coherencia ideológica, sin visión de futuro?, criticó Metello.


 


La prueba está explicada en una columna de opinión de José Vitor Malheiros, aparecida este martes en el diario Público de Lisboa, que fustiga la falta de honestidad en la declaración de impuestos de los llamados profesionales liberales.

Según esos documentos entregados al fisco, médicos y dentistas declararon ingresos anuales promedio de 17.680 euros (21.750 dólares), los abogados de 10.864 (13.365 dólares), los arquitectos de 9.277 (11.410 dólares) y los ingenieros de 8.382 (10.310 dólares).


 


Estos números indican que por cada seis euros que pagan al fisco, ?le roban nueve a la comunidad?, pues estos profesionales no dependientes deberían contribuir con 15 por ciento del total del impuesto al ingreso por trabajo singular y sólo tributan seis por ciento, dijo Malheiros


 


Con la devolución de impuestos al cerrar un ejercicio fiscal, éstos ?roban más de lo que pagan, como si un carnicero nos vendiese 400 gramos de bife y nos hiciese pagar un kilogramo, y existen 180.000 de estos profesionales liberales que, en promedio, nos roban 600 gramos por kilo?, comentó con sarcasmo.


 


Si un país ?permite que un profesional liberal con dos casas y dos automóviles de lujo declare ingresos de 600 euros (738 dólares) por mes, año tras año, sin ser cuestionado en lo más mínimo por el fisco, y encima recibe un subsidio del Estado para ayudar a pagar el colegio privado de sus hijos, significa que el sistema no tiene ninguna moralidad?, sentenció. (FIN/2004)


 

publicado por carlocos às 00:21
link do post | Arrifem comentários | favorito
|
1 comentário:
De Anónimo a 1 de Julho de 2005 às 00:14
Pois é, já diz o meu pai: os pobres cada vez mais pobres e os ricos cada vez mais ricos... e tao cedo a situação nao muda, pk nao há ninguem que tenha a coragem de o fazer!! Acho muito bem que estas coisas se digam e se discutam cada vez mais, para saberem que nao andamos a dormir.. FORÇA!!! sempre que quiseres passar no meu "antinho" a porta ta sempre aberta.
patricia
(http://www.abertamente.blogs.sapo.pt)
(mailto:patriciapinhal1@hotmail.com)

Comentar post


referer referrer referers referrers http_referer

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.links

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds