É curioso o desplante e desfaçatez com que a classe politica trata os assuntos de estado. Demonstrando um total desrespeito pelos eleitores que os elegeram para servirem o país

.UTILIDADES


ARTE
Aguarelas de Turner
Elfwood
Fantasy art
Boris Vallejo
Gorodin
Imagenetion
Luis Royo
Soanala
Tendreams
Zindy

ROTEIROS e MAPAS
Atlas local
Autour du Monde
Rotas e Viagens
Maporama.com
Mapas.clix
Mapa Michelin
Planta lisboa

AMBIENTE
Fauna Ibérica
Quercus
Geota
Portal Ambiente Online

COISAS INTERESSANTES
"> Dicas
Portal Europeu da Mobilidade
Expresso Emprego
Lado Negro da WEB
O Império Romano
Revelar Lisboa
Portal da história
Covers
Clube internet
Terramoto 1755
Lyrics
Museu das mentiras
Todays front pages
Realidade oculta
Vatican the Holy See

METEOROLOGIA
Geocid
Instituto de Meteorologia
Previsão do Estado do Tempo
Weather.co.uk

RECEITAS de CULINÁRIA
Culinarias.NET
Gastronomia de Portugal
Gastronomia Tradicional Portuguesa
Petiscos
Receitas de Culinária Online
Receitas e menus
Receitas macrobiótica
Receitas, Refeições e Comida É aqui!
Serviço Português de Gastronomia e Hotelaria

INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA
Atlas Geográfico
Centro de Estudos Geográficos
Earth google
Guia Geográfico
Instituto Geo do Exército
Instituto Geo Português

INVESTIGAÇÃO ESPACIAL
Agencia espacial europeia
SPACE.com
Portal do astrónomo

TEMPLATES
^.^ COYSITAS II ^.^
Mudar o template
Templates by Maximus
Portal By Marina

WALLPAPER
Dave's Scenic Nature
Deviantart
Desktopia
Digital Blasphemy
PCparadise
SPACE
Webshots

CASAS ENGRAÇADAS
Cavalheiros do Apocalipse Diz Que Disse
Esta barra é azul!
Estranho mas verdade
O coiso
Frente de Libertação Caramela
História em Disparates
Macacos sem galho
O Bobo
O MANGALHO ANTÍ-STRESS
vitominas

MOTORES DE BUSCA
Clix
Descobre
Google
Guia gratis
Iol
O leme
O Mocho
Sapo
Tendencia.cc

ENCICLOPÉDIAS E DICIONÁRIOS
Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
corrector On-line
Dicionários
Tradutor
Wikipedia

JORNAIS DE PORTUGAL
Agencia financeira
Correio da Manhã
Diário digital
Diário económico
Diario de notícias
Expresso
Lusa
Jornal digital
Jornal de negócios
Jornal de notícias
Jornalismo & Comunicação
Mundo.pt
Sol
Publico
O 1º de Janeiro
Semanário

REVISTAS
Nova Vaga
Visão
Finisterra
National Geographic
Atlântico
Sabado

TV
TVI

Rádio

Telefonia do Alentejo
RR

JORNAIS REGIONAIS
ALGARVE

Jornal do Algarve
Jornal do sotavento
Região sul

ALTO ALENTEJO
Diário do Alentejo

BAIXO ALENTEJO
Moura digital

BEIRA ALTA
Diário regional Viseu
Nova Guarda

BEIRA BAIXA
Jornal do fundão
Reconquista
Gazeta do interior

BEIRA LITORAL
As Beiras
Diário de Coimbra
Diário de Aveiro
Diário de Leiria

DOURO LITORAL
Imediato

ESTREMADURA
Jornal da praceta
Região de Setubal
Voz do campo
O Setubalense

MINHO
Diário do Minho
Antena Minho-106.0 FM

RIBATEJO
O Mirante
O Ribatejo
Vida Ribatejana

TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO
Mensageiro de Bragança
Voz do nordeste

AÇORES
Azores.gov
Azores digital
Açoriano Oriental
A união

MADEIRA
Madeira.gov
DN da Madeira
Jornal da Madeira

COMUNIDADES PORTUGUESAS
Lusoamericano
Gazeta Lusófona
Jornal Portugal Ilustrado
Mundo-Luso
Portuguese times
Sol Português

ESTRANJA
ANGOLA
Angola Press

ARGENTINA
Clarin Digital
Pagina12

BRASIL
Correio da Bahia
Diario do Nordeste
Globo
News yahoo
Midia sem mascara
Gazeta online

CHILE
El Mercurio
El diario

ESPANHA
El País
El Mundo
abc
Andalucia
El Periodico
Minuto Digital

FRANÇA
Le Monde
Le Figaro

INGLESES
Guardian
The Herald
Financial Times

ITALIANOS
Corriere della Sera
La Repubblica

PORTO RICO
El Nuevo Día

USA
The New York Times
The Washington Post

Islão
Webislam

.posts recentes

. É curioso a frase.

. Para que serve um Ministr...

. Qual é imagem de marca de...

. Mário Viegas Manifesto An...

. O pior presidente de semp...

. Vale a pena ir votar?

. Um presidente um governo.

. O fulano Decidiu que não ...

. Porque se fazem eleições ...

. Porque incomoda a tanta g...

. Pergunta do dia

. Anda por ai uma direita d...

. Olha como está irritada

. Andam todos por ai assust...

. Afinal o ps não aprendeu ...

. Que democracia é esta

. Diz o povo na sua sabedor...

. Existe gente com uma pret...

. “Ajudemos o presidente a ...

. O governo não sabia da li...

. Tiques de ditador.

. Porque razão apresentou a...

. O homem ainda não morreu ...

. Ulrich: "Troika mandou-me...

. Tanto ruido.

. 'Swissleaks' e a xariá

. O EMIGRANTE

. Quando se entra em campan...

. O alarve

. É um conto de crianças.

. Quando os valores morais ...

. Os nossos amigos de turba...

. 10 minutos da vida dum tr...

. Uma ideia, um terrorismo....

. O Mário e gafes

. Mais uma aventura que vai...

. O ambiente cheira mal

. Quando a saúde não tem me...

. Ilhas selvagens portugues...

. Estou farto dos que dizem...

. Quantos pobres recebem “9...

. Grande golpe publicitário...

. Muito se tem falado e esc...

. Visita Guiada ao Museu Mi...

. Como lida a polícia no br...

. A TAP, e os palermas

. BEM-HAJA, Senhor Almirant...

. São noticias deste calibr...

. Não podia estar mais de a...

. Luvas milionárias no caso...

.tags

. “É para inglês ver”; insustentável; list

. “falta de carácter”

. “OBVIAMENTE

. "a voz do dono"

. "Não tenho andado por aqui"

. "o baqueiro do regime"

. "O insólito acontece "

. "reduzir salários"

. 10.8%;erro;grave;desemprego

. 14%; desemprego

. 150 bombeiros

. 150.000 entalhes.

. 25 abril

. 27º

. 4 Milhões

. «por que no te callas»

. a aldeia dos trafulhas.

. a arte de bem mentir.

. a culpa morre solteira

. a força

. a gamar é que esta o ganho

. A ministra? E os exames…

. a primeira baixa colateral

. a velha

. abertura

. acabou

. acepipe

. agentes políticos

. agressões

. aguenta

. ai

. ajuda

. al-zarqawi

. alcachofra

. alcatrão

. alemao

. alguem diferente

. alimentar

. almeida ao poder.

. amnistia

. amo-te

. ana politkovskaia

. anjos caídos

. aprender

. armadilha mortal

. arquivamento

. arredondamento; banco; roubo; arrogante

. Arriba Fóssil

. asneira; nuclear; falências; electricida

. asno

. asnos; governam

. assalto; banco

. assaltos

. assaltos violentos

. assistência

. avô cantigas

. azar; vai-te satanás

. balbúrdia

. baldas

. bancarrota; guerra-civíl

. bancos; depositos

. bancos; lucros

. bandeira

. bando de bestas

. banha da cobra

. bárbaros; império; reformas

. bes

. besta; muro

. bestas

. bestiais

. bicha popular

. bilderberg; foleiro

. bisonte;

. bloco central

. BMW; sumptuárias; encantar; défice

. bobo

. brasil

. briosa de luto

. bronco; sporting

. Buracos negros; pensões douradas; vidas

. burlesco; revolta; fora-da-lei

. burro

. burros e jumentos.

. c.g.d.

. cacto

. cada cavadela

. corrupção

. corruptos

. demagogia

. economia da ruína

. estupidez

. grécia

. incompetente

. militares

. oportunismo

. pedofilia

. ridículo

. roubo

. socialismo

. sons of anarchy

. todas as tags

.arquivos

. Outubro 2015

. Julho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Abril 2014

. Fevereiro 2014

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Novembro 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

.Contadores

Domingo, 30 de Outubro de 2011

Nada já me surpreende neste Portugal

Tenho por costume afirmar que, Neste canto ridículo por mais ridícula seja a situação já por cá aconteceu ou esta para acontecer. Isto a propósito da nova parvoíce, isto sendo meigo no trato. Que estes imbecis não perdem uma oportunidade de provar que o velho provérbio de que, “Depois de mim virá quem bem de mim fará” é uma realidade.

 

Estou a imaginar - porque ainda me é permitido e provavelmente ainda não paga imposto – chamar um canalizador a casa para me arranjar a sanita. Porque, com tanta merda feita por estes políticos de sargeta ela anda um pouco entupida. E qual não é o meu espanto que o canalizador vem acompanhado com um tipo todo engravatado. Ao questionar quem é aquela criatura o canalizador informa que é o fiscal das facturas pedidas. E que esta ali para me multar se eu não exigir a factura.

 

Ainda recentemente nos livramos do pior político que esta terra pariu até aquela data e sem surpresas de maior temos por cá a continuidade da espécie. Quer dum lado quer doutro. Benza-te Deus que conseguiste juntar numa geração tanta nulidade de ideias e pensamentos. Sinais dos tempos em que as passagens administrativas pariram doutores da mula-russa sem o menor préstimo mas que influenciaram as gerações vindouras.  

 

A culpa é sem dúvida dos militares que fizeram o 25 de Abril pessoas honradas que libertaram este canto duma ditadura e deram a liberdade. Estavam eles cheios de boa vontade e nos céus fizeram castelos de grandeza de ideias e depressa deram a pátria libertada aos políticos porque não queriam ou não se sentiram capazes de levar isto a bom porto. Foi relativamente pacífica a transição e logo os políticos ocuparam os lugares e se acharam donos deles. Envergonhados pela incompetência e cientes do seu vergonhoso aproveitamento administrativo para papar anos e licenciaturas. Quando olham para os militares não lhes perdoam a vergonha peçonhenta de quando se vêem ao espelho. Ali estão os que em nome dum bem maior largaram o poder sem pedir nada em troca.

 

Mas é rápido basta sacudir o pelo como um cão à chuva. Viram as costas e vão submissos a correr saber o que os seus futuros patrões querem deles. Regressam orgulhosos para continuar nas suas tarefas muito importantes governarem-se e governarem os futuros patrões. Pelo caminho desprezam quem na realidade devem servir.  

publicado por carlocos às 23:41
link do post | Arrifem comentários | favorito
|
Domingo, 16 de Outubro de 2011

Sobre golpes palacianos versos WC

Andam por ai uns calhaus perdidos na imensidão do oceano e ao escutarmos com alguma atenção os sons que de lá vêem ouvimos os gemidos do Vladimir das ilhas.

Para a criatura eles foram os bons com eles isto era um mar de rosas. Coitados são e foram vítimas de maus fígados. Coitados com eles isto ia alegremente para o fundo onde a incompetência para não dizer outra coisa que melhor se aplica a situação.

Que esquece ele o Putin das ilhas que negócios como os que foram feitos não é só ingenuidade. É roubo, gatunice, trafulhice é o assalto aos cofres.

E fala ele daquilo que sabe?...  Do golpe de estado, de partido, de poder. Não sei a que se refere a criatura intelectualmente deturpada. Ao de WC realizado no inicio deste século com o objectivo de colocar no poleiro um bando mafioso. Fala ainda de partidarite. Coisa que muito se viu no fim e começo de séculos. Onde se gastava a tripa forra. Era então o terreno propício para os negócios ruinosos. Aqueles que estamos à anos a pagar e ainda não se viu o meio quanto mais o fundo. Era o tempo das funda; e dos inst; e tempos em que todo o gato-pingado era equiparado nos salários ao topo. Isto para quem tivesse determinada cor.

Era isto então um mundo de lixeiras, aterros, port e que mais além dos títulos falsificados. Era os tempos do saudoso trapalhão mentiroso egocêntrico que o golpe de WC pôs no poleiro. Era o tempo rasca dum rasca ainda maior com faladura ininteligível. Que com a sua prosápia atraiçoou um povo inteiro entregando-o à miséria elevando ao poleiro a pior espécie de português. O português egocêntrico Chico-esperto.  

Foram os tempos em que se notabilizaram no local que viu nascer aquela espécie de criatura o pior da espécie humana em três espécimes.

O falinhas mansas.

O disparatado ininteligível.

O egocêntrico trapalhão Chico-esperto.

 

Mal fica um povo quando a conjuntura astral produz tamanho dislate.

publicado por carlocos às 18:33
link do post | Arrifem comentários | favorito
|
Sábado, 15 de Outubro de 2011

Que pretendem estas criaturas

Não vêem elas que as parvoíces pagam-se caro?

Estes palermas perceberam que estão a empurrar o país para uma recessão profunda e para a pobreza.

Como querem pagar as trapalhadas dos socialistas. É penalizando quem suportou os devaneios daqueles trapalhões incompetentes. É reduzindo a pouca riqueza que este canto de malfeitores ainda estava distribuído por algumas pessoas úteis à sociedade. 

Empobrecendo ainda mais os que ainda pagam alguma coisa é que vão recuperar a economia? Acreditam que os que usam todos os estratagemas para fugir ao fisco vão pagar? Os que pagam uma parte dos salarios por baixo do balcão! Não, meus senhores, não são os parasitas os exploradores que vão pagar seja o que for. Nunca foram nem nunca serão. E só existe uma forma de resolver esta merda...  

Que os ponham na cadeia a eles e todos os que se governaram e governaram os futuros patrões. Esses sim a corja de salafrários que andam há anos a espoliar a pobreza dum povo inteiro. Ainda vêem com falinhas mansas criticar o criticável mas nunca por eles fazedores de merda. Corja de canalhas parasitas.

Que vão todos estudar filosofia.   

publicado por carlocos às 00:25
link do post | Arrifem comentários | favorito
|

Vinum bonum loetificat cor hominin

Que Bem-haja este 1ª Ministro que com tanta perseverança não aumenta o IVA às artes vinícolas. Sabe ele que o bom vinho é a alegria do Coração do Homem.

publicado por carlocos às 00:10
link do post | Arrifem comentários | favorito
|
Quinta-feira, 6 de Outubro de 2011

É difícil conviver com um idiota.

Diz quem sabe que em Portugal é comum a confusão entre um chefe e um líder.

Vem isto a propósito da última tabanca por onde passei. Existia e existe por lá um idiota ao qual caiu o cargo de chefe no regaço não por competência mas sim e como tantas vezes acontece pela facilidade como ele maneja a bela arte da bajulação. O homem é um incompetente e irresponsável apoiado por um chefe ainda pior que ele. chefe esse, que esta se cagando “em bom português livre do acordo” para eficiência do serviço desde que a carreira dele não seja beliscada. E como inspecção ao serviço é coisa que não acontece ele não precisa de se preocupar que o serviço esteja a funcionar a 20, 30 ou a 90%. Nem precisa de lá passar. Ou melhor ele é o faz. Passa pela porta ao lado, que é o mais perto do estacionamento ao buraco onde permanece quando se faz honrar com a sua presença. Deixando a gestão num incompetente que consegue só com a sua presença por o serviço a funcionar no melhor das hipóteses a 60%. E juntando esta pretensão para o estar-se a cagar e perspectivas de saída para outro buraco dourado. E a não menos tão portuguesíssima pretensão de deixar o território minado para que vier a seguir. Situação que deu azo a um provérbio popular “Quem vier a traz que feche a porta”.     

E se duvidas exigissem da sua funesta presença basta que tamanha criatura vá de férias para que o serviço funcione logo na semana a seguir a sua prosaica ausência nuns alegres 90% vindo a cair para o normal 50 a 60% logo na semana a seguir ao seu regresso.

Não bastando a sua luta contra a eficiência e o produtivo funcionamento da instituição que custa uns milhares de euros. A essa criatura foi dado de bandeja a oportunidade de correr com quem de algum modo o prejudicava. E num período de 6 meses conseguiu ficar com um bêbado. Alguém que nas horas do mata-bixo, do martini para abrir o apetite que estou cheio da fome. E, da não menos importante, hora imperial que começa por volta das 10.30 intervalada pela hora da alavanca “moscatel de favaios”. Aconchegando o estômago com dois belos copos de vinho tinto ao almoço. Não esquecendo do bagaço de criar pelos no peito. Coisa fina digna dum beirão enrijecido pelos cascos de carvalho. Indo até a hora da saída. Continuando depois ao longo do resto do dia.

Mas que de comum têm muito. Não fossem eles unha com carne ou neste caso lábios com gargalo. E assim lá conseguiu ele propondo para um louvor, alguém que nem se esforça o mínimo para uma promoção. Eternamente adiada por uma elevação numa barra fixa ali junto a parede, mas longe da esquina. Assim sítio desagradável a alguém especialista em copos e polimento de esquinas. Levando a que de quatro, dois peçam para sair e desses dois fica o bêbado que o acompanha e outro que ele detesta e de quem, não se inibe de amesquinhar. Concluindo o trabalho iniciado no fim do ano transacto com a sonegação de documentos oficiais que levaram a outros dois saíssem vitimas dum sistema corrupto em que tudo é permitido até fazer desaparecer documentos que num organismo chefiado por alguém competente e honesto daria no mínimo a um processo de averiguações mas que neste caso o serviço e a pátria saíram espoliados de quem cumpria para a manutenção de quem dela se aproveita.

É assim, podes continuar a roubar as laranjas e os bens de consumo. Quem te criticava já não te incomoda.

publicado por carlocos às 16:59
link do post | Arrifem comentários | favorito
|

Portagens quem as quer?

Estes dias rumei ao Algarve, mais propriamente a Altura que fica ali para os lados de Vila Real de Santo António.

 

Fui aproveitar o feriado e com dois dias de férias deu para fazer umas mini-férias de cinco dias. Foram o costume, aproveitei, fiz um pouco de praia e ainda me desloquei a Espanha rentabilizando o tempo em trabalho. E de, lá trouxe a informação que a Via do Infante não teria portagem pela pressão das autoridades espanholas. Que com muito orgulho dizem que se mexeram em Bruxelas. E que quando for a Sevilha continuo a ter a Via do Infante livre de portagem. E no dizer dele “gracias a los que saben”.

 

Não quero acreditar que os espanhóis do lado de lá da fronteira Têm mais força que os portugueses do lado de cá. Mas conhecendo a agressividade dos espanhóis e passividade e facilidade para o truque que nós é tão característica. Acabo por pender para que para não perder a face estes de cá farão umas portagens para os de cá e deixarão cair a portagem para os de lá.

 

Um esquema tão á portuguesa.      

publicado por carlocos às 16:06
link do post | Arrifem comentários | favorito
|

referer referrer referers referrers http_referer

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.links

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds