É curioso o desplante e desfaçatez com que a classe politica trata os assuntos de estado. Demonstrando um total desrespeito pelos eleitores que os elegeram para servirem o país

.UTILIDADES


ARTE
Aguarelas de Turner
Elfwood
Fantasy art
Boris Vallejo
Gorodin
Imagenetion
Luis Royo
Soanala
Tendreams
Zindy

ROTEIROS e MAPAS
Atlas local
Autour du Monde
Rotas e Viagens
Maporama.com
Mapas.clix
Mapa Michelin
Planta lisboa

AMBIENTE
Fauna Ibérica
Quercus
Geota
Portal Ambiente Online

COISAS INTERESSANTES
"> Dicas
Portal Europeu da Mobilidade
Expresso Emprego
Lado Negro da WEB
O Império Romano
Revelar Lisboa
Portal da história
Covers
Clube internet
Terramoto 1755
Lyrics
Museu das mentiras
Todays front pages
Realidade oculta
Vatican the Holy See

METEOROLOGIA
Geocid
Instituto de Meteorologia
Previsão do Estado do Tempo
Weather.co.uk

RECEITAS de CULINÁRIA
Culinarias.NET
Gastronomia de Portugal
Gastronomia Tradicional Portuguesa
Petiscos
Receitas de Culinária Online
Receitas e menus
Receitas macrobiótica
Receitas, Refeições e Comida É aqui!
Serviço Português de Gastronomia e Hotelaria

INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA
Atlas Geográfico
Centro de Estudos Geográficos
Earth google
Guia Geográfico
Instituto Geo do Exército
Instituto Geo Português

INVESTIGAÇÃO ESPACIAL
Agencia espacial europeia
SPACE.com
Portal do astrónomo

TEMPLATES
^.^ COYSITAS II ^.^
Mudar o template
Templates by Maximus
Portal By Marina

WALLPAPER
Dave's Scenic Nature
Deviantart
Desktopia
Digital Blasphemy
PCparadise
SPACE
Webshots

CASAS ENGRAÇADAS
Cavalheiros do Apocalipse Diz Que Disse
Esta barra é azul!
Estranho mas verdade
O coiso
Frente de Libertação Caramela
História em Disparates
Macacos sem galho
O Bobo
O MANGALHO ANTÍ-STRESS
vitominas

MOTORES DE BUSCA
Clix
Descobre
Google
Guia gratis
Iol
O leme
O Mocho
Sapo
Tendencia.cc

ENCICLOPÉDIAS E DICIONÁRIOS
Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
corrector On-line
Dicionários
Tradutor
Wikipedia

JORNAIS DE PORTUGAL
Agencia financeira
Correio da Manhã
Diário digital
Diário económico
Diario de notícias
Expresso
Lusa
Jornal digital
Jornal de negócios
Jornal de notícias
Jornalismo & Comunicação
Mundo.pt
Sol
Publico
O 1º de Janeiro
Semanário

REVISTAS
Nova Vaga
Visão
Finisterra
National Geographic
Atlântico
Sabado

TV
TVI

Rádio

Telefonia do Alentejo
RR

JORNAIS REGIONAIS
ALGARVE

Jornal do Algarve
Jornal do sotavento
Região sul

ALTO ALENTEJO
Diário do Alentejo

BAIXO ALENTEJO
Moura digital

BEIRA ALTA
Diário regional Viseu
Nova Guarda

BEIRA BAIXA
Jornal do fundão
Reconquista
Gazeta do interior

BEIRA LITORAL
As Beiras
Diário de Coimbra
Diário de Aveiro
Diário de Leiria

DOURO LITORAL
Imediato

ESTREMADURA
Jornal da praceta
Região de Setubal
Voz do campo
O Setubalense

MINHO
Diário do Minho
Antena Minho-106.0 FM

RIBATEJO
O Mirante
O Ribatejo
Vida Ribatejana

TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO
Mensageiro de Bragança
Voz do nordeste

AÇORES
Azores.gov
Azores digital
Açoriano Oriental
A união

MADEIRA
Madeira.gov
DN da Madeira
Jornal da Madeira

COMUNIDADES PORTUGUESAS
Lusoamericano
Gazeta Lusófona
Jornal Portugal Ilustrado
Mundo-Luso
Portuguese times
Sol Português

ESTRANJA
ANGOLA
Angola Press

ARGENTINA
Clarin Digital
Pagina12

BRASIL
Correio da Bahia
Diario do Nordeste
Globo
News yahoo
Midia sem mascara
Gazeta online

CHILE
El Mercurio
El diario

ESPANHA
El País
El Mundo
abc
Andalucia
El Periodico
Minuto Digital

FRANÇA
Le Monde
Le Figaro

INGLESES
Guardian
The Herald
Financial Times

ITALIANOS
Corriere della Sera
La Repubblica

PORTO RICO
El Nuevo Día

USA
The New York Times
The Washington Post

Islão
Webislam

.posts recentes

. É curioso a frase.

. Para que serve um Ministr...

. Qual é imagem de marca de...

. Mário Viegas Manifesto An...

. O pior presidente de semp...

. Vale a pena ir votar?

. Um presidente um governo.

. O fulano Decidiu que não ...

. Porque se fazem eleições ...

. Porque incomoda a tanta g...

. Pergunta do dia

. Anda por ai uma direita d...

. Olha como está irritada

. Andam todos por ai assust...

. Afinal o ps não aprendeu ...

. Que democracia é esta

. Diz o povo na sua sabedor...

. Existe gente com uma pret...

. “Ajudemos o presidente a ...

. O governo não sabia da li...

. Tiques de ditador.

. Porque razão apresentou a...

. O homem ainda não morreu ...

. Ulrich: "Troika mandou-me...

. Tanto ruido.

. 'Swissleaks' e a xariá

. O EMIGRANTE

. Quando se entra em campan...

. O alarve

. É um conto de crianças.

. Quando os valores morais ...

. Os nossos amigos de turba...

. 10 minutos da vida dum tr...

. Uma ideia, um terrorismo....

. O Mário e gafes

. Mais uma aventura que vai...

. O ambiente cheira mal

. Quando a saúde não tem me...

. Ilhas selvagens portugues...

. Estou farto dos que dizem...

. Quantos pobres recebem “9...

. Grande golpe publicitário...

. Muito se tem falado e esc...

. Visita Guiada ao Museu Mi...

. Como lida a polícia no br...

. A TAP, e os palermas

. BEM-HAJA, Senhor Almirant...

. São noticias deste calibr...

. Não podia estar mais de a...

. Luvas milionárias no caso...

.tags

. “É para inglês ver”; insustentável; list

. “falta de carácter”

. “OBVIAMENTE

. "a voz do dono"

. "Não tenho andado por aqui"

. "o baqueiro do regime"

. "O insólito acontece "

. "reduzir salários"

. 10.8%;erro;grave;desemprego

. 14%; desemprego

. 150 bombeiros

. 150.000 entalhes.

. 25 abril

. 27º

. 4 Milhões

. «por que no te callas»

. a aldeia dos trafulhas.

. a arte de bem mentir.

. a culpa morre solteira

. a força

. a gamar é que esta o ganho

. A ministra? E os exames…

. a primeira baixa colateral

. a velha

. abertura

. acabou

. acepipe

. agentes políticos

. agressões

. aguenta

. ai

. ajuda

. al-zarqawi

. alcachofra

. alcatrão

. alemao

. alguem diferente

. alimentar

. almeida ao poder.

. amnistia

. amo-te

. ana politkovskaia

. anjos caídos

. aprender

. armadilha mortal

. arquivamento

. arredondamento; banco; roubo; arrogante

. Arriba Fóssil

. asneira; nuclear; falências; electricida

. asno

. asnos; governam

. assalto; banco

. assaltos

. assaltos violentos

. assistência

. avô cantigas

. azar; vai-te satanás

. balbúrdia

. baldas

. bancarrota; guerra-civíl

. bancos; depositos

. bancos; lucros

. bandeira

. bando de bestas

. banha da cobra

. bárbaros; império; reformas

. bes

. besta; muro

. bestas

. bestiais

. bicha popular

. bilderberg; foleiro

. bisonte;

. bloco central

. BMW; sumptuárias; encantar; défice

. bobo

. brasil

. briosa de luto

. bronco; sporting

. Buracos negros; pensões douradas; vidas

. burlesco; revolta; fora-da-lei

. burro

. burros e jumentos.

. c.g.d.

. cacto

. cada cavadela

. corrupção

. corruptos

. demagogia

. economia da ruína

. estupidez

. grécia

. incompetente

. militares

. oportunismo

. pedofilia

. ridículo

. roubo

. socialismo

. sons of anarchy

. todas as tags

.arquivos

. Outubro 2015

. Julho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Abril 2014

. Fevereiro 2014

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Novembro 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

.Contadores

Quarta-feira, 21 de Fevereiro de 2007

Porque se morre na estrada?

É curioso mas há qualquer coisa que não bate certo.

Nos últimos anos mais precisamente desde a entrada em vigor do último código da estrada temos vindo a assistir a uma acentuada redução dos sinistros automóveis. Inicialmente propagandeado como o fazedor de todos os milagres e redutor dos sinistros automóveis. Porém se os acidentes diminuiriam a perca de vidas humanas aumentou.

E essa é a verdade, a triste e única resultante. Poderíamos dizer que o parque automóvel é velho e pouco seguro que o excesso de velocidade é a maior causa de acidentes. Só que para ambas as questões a resposta não é elucidativa. E a razão é muito simples. O parque automóvel sofreu uma vantajosa melhoria. Carros mais moderno mais seguros e na generalidade possuidores de sistemas de protecção ao habitáculo activos e passivos. coisa que ainda há uns anos atrás era novidade. Em questão á velocidade não se vêm alterações significativas. Os portugueses, “alguns” continuam a conduzir como se de uma pista de fórmula 1 as nossas estradas se tratassem.

Então o porquê do aumento de mortes? À sorte ou azar com certeza não se pode atribuir só a culpa. Já que as razões que são apresentadas para a maioria dos acidentes são as mesmas de sempre. Excesso de velocidade, condução sobre o efeito de álcool. Se a fiscalização aumentou, se os acidentes diminuiriam, se a segurança nos veículos melhorou, então as causas das mortes têm que ser procuradas noutra vertente. E é aqui que chegamos à assistência.  

A questão que se impõe e ainda não ouvi ser discutida é se a assistência aos acidentados esta a ser correctamente aplicada. As medidas implementadas pelo governo na saúde, são as correctas? A coordenação centralista do socorro é a melhor? A acção do INEM é a devida? As urgências nos hospitais estão a funcionar? Os técnicos de saúde são os necessários? Várias perguntas que se tiverem resposta positiva, levam ainda à mesma e única questão. Então o porquê do aumento de mortes na estrada?  

Estaremos a ser vítimas de actuação. Ou da falta dela?

Infelizmente já aconteceram mortes por falta de assistência. É inegável. Agora a questão é se os últimos casos que vieram a publico são únicos ou se há mais que não foram relatados…

A centralização da acção no socorro reduziu despesas? À custa de vidas humanas?

E também, é incompreensível que com menos acidentes aja mais mortos. É como que com menos farinha fazer pais pão.

Esta é uma questão que queiramos ou não um dia, num momento de infelicidade poderá nos bater à porta.  

publicado por carlocos às 15:36
link do post | Arrifem comentários | ver comentários (3) | favorito
|
Sexta-feira, 16 de Fevereiro de 2007

Fora da câmara e já.

Oh senhor vereador, então ser acusado de peculato não é grave? Então o que é para si grave?

Há pois é, mais grave é o caso da troca de terrenos. E como o senhor tão bem diz caso tivesse um acidente de trânsito e fosse constituído arguido não teria implicações na câmara e no desempenho do seu cargo. Pois; é verdade… mas caso o senhor fosse motorista e em resultado disso ficasse com a carta apreendida?

Percebe o busílis da questão? Não?...

É grave muito grave…

O escândalo que foram os “prémios pagos a administradores da EPUL” – que se não foram ilegais, o que ainda estamos para perceber – no mínimo foi uma actuação reprovável e resultou na perca da confiança dos munícipes em tais criaturas. E como o senhor e mais uma multidão foram constituídos arguidos aparentemente o caso não é tão legítimo assim.

Oh senhor Marques Mendes, que espera para retirar a confiança politica a estes senhores? Não vê que esta a perder a face. Ganhou e com limpeza a câmara só que agora esta a perde-la e pela sujidade.

tags:
publicado por carlocos às 12:22
link do post | Arrifem comentários | favorito
|
Quinta-feira, 15 de Fevereiro de 2007

O TGV esta a dar frutos.

Este escândalo que é referenciado no Correio da Manhã, que envolve um ex director-geral da refer, seria um escândalo se não fosse uma situação recorrente neste lodaçal que acabamos por cair.

É evidente que a situação económica do país é resultante destas trapalhadas sucessivas. E por muitas escolas, serviços e outras parvoíces avulsas tomadas em prole duma contenção de despesas nunca terão frutos. Porque se aos cidadãos contribuintes retiram direitos, com outros esbanjam os dinheiros públicos. É evidente que os impostos não chegam para tudo e assim nada como retirar os direitos e anular o dever do estado de ressarcir os cidadãos contribuintes. Os tais que sustentam esta maquina despesista. Que moral tem um governo em encerrar serviços de urgência, escolas, centros de saúde, maternidades, as reformas à que cortar, reduzir, obrigar a trabalhar até mais tarde, até morrer, é fácil anunciar que não vão pagar as reformas, paguem taxas moderadoras e etc, tudo em prole da contenção de despesas e depois apresentar estas aberrações. Tudo isto só é possível porque; não somos um povo de brandos customes mas sim um povo de lorpas. Porque caso e só hipoteticamente fossemos exigentes com esta camada politiqueira a travessia do deserto do esquecimento político seria interminável. E não tenham duvidas já teríamos políticos de qualidade e nunca estes demagogos que nós desgovernam governando-se.

Estou farto e você?

Pelos vistos não!...

publicado por carlocos às 21:51
link do post | Arrifem comentários | favorito
|
Domingo, 11 de Fevereiro de 2007

Esta resolvido…

O resultado é sim. Acabou.

Agora que o voto resolveu o assunto e temos mais uma forma de controlo da natalidade é altura de ir em frente. Chegou a altura de discutir assuntos realmente importantes. A OTA, o TGV, o encerramento de urgências, o assassínio de pessoas por falta de assistência medica. O permanente disparate na educação. O nojento culto da personalidade que diariamente somos confrontados. A propaganda do governo com duas mensagens uma para dentro e outra para fora. Por cá ganhamos demais os salários são altos e é preciso aumentar a qualificação dos trabalhadores. Para chinês venham que são uns atrasados ganham mal e sem qualificação. Que ganham mal é um facto, atrasados, são sim quem da boa-fé e esperança deles se têm aproveitado ao longo dos anos e em qualificação nem se fala.   

Chegou a altura de discutir as questões Pré-natal, o apoio que é dado a futura mãe. E o que a espera antes durante e após parto.

Recordo de uma apoiante do sim dizer que temos que seguir o exemplo Francês se queremos ser um país evoluído. Então que o sigamos. Que também demos igual apoio à parturiente. Que seja o fim dos nascimentos em condições indignas e estúpidas. Que se reduzam ao máximo os nascimentos em ambulâncias. Que isso seja a excepção de ontem e não a vulgaridade de hoje. Que inaugurem com pompas e circunstancias todas as clínicas de aborto que achem necessárias. Que levem o de agora como o de antigamente vetado a tudo menos ao de corta fitas. Que o levem, que o de agora já nem para isso serve. Mas que também o levem a ele ou outro. Mas que reabram as maternidades.

É que mesmo um surto de gripe chegou para fazer perceber a estupidez do encerramento dos SAPs. Por mais que estes se louvem uns aos outros Os homens não são inteligentes nem competentes pelo que deles dizem. Mas sim pelo que fazem e como fazem.

tags:
publicado por carlocos às 23:58
link do post | Arrifem comentários | favorito
|
Segunda-feira, 5 de Fevereiro de 2007

Há coisas do arco-da-velha.

A quando da campanha presidencial não vi o 1º ministro tão empenhado em contribuir para a eleição do candidato oficial do seu partido, ou do companheiro Manuel.
Não o critico pela não intervenção na campanha presidencial o que contribui e muito para nós livrar-mos do Soares. Nem tão pouco pelo surgimento de um 1º ministro activo pela legalização do aborto. Constato e faço recordar isso sim, o pouco interesse que os candidatos socialistas à presidência mereceram da sua parte. Mais, o desagrado da candidatura do seu companheiro de partido Manuel Alegre foi mais que evidente.
Pode ser que tanto empenho resulte em mais uma derrota estrondosa como foram as autárquicas. Nessas também ganhavam câmaras com maiorias absolutas. Depois ficaram uns quantos que alguns pouco a pouco vão abandonado os cargos.

publicado por carlocos às 01:31
link do post | Arrifem comentários | ver comentários (1) | favorito
|
Domingo, 4 de Fevereiro de 2007

Votar sim ou não…

É fácil votar sim e descarregar a responsabilidade na mulher.
É fácil numa noite de copos, num momento de loucura tórrida o momento de paixão, a química e depois de alguma troca de fluidos o que não se previu acontece. É problema dela. Ela que aborte. O problema nunca é a dois.
É fácil votar sim e gritar, depois; é o fim da pobreza. Depois e muito depois ou nunca a luta contra a falta de cultura, a incapacidade de educar os filhos, o olhar o futuro e não ver o horizonte de esperança. Que futuro espera os nossos filhos? E nós?
Mas entretanto fecham-se escolas, centros de saúde, maternidades, hospitais. Morrem pessoas por falta de assistência. Mas aí não se pode gastar dinheiro. A situação é grave a saúde e a educação estão em rotura financeira. Mas venham clínicas de aborto.
Mas, sim eu quero ter a assistência dos ricos a escola dos ricos. Também ir ao hospital e não ter lista de espera. É isso, quero tanto, mas fico pelo referendo e a promessa de uma clínica de aborto a preços módicos. Sempre é um consolo numa troca de fluidos ocasional a garantia que o aborto é pago por quem não tem assistência na saúde.
É fácil votar sim mesmo sabendo que a nova moldura penal vai trazer alterações à questão referendada.
É fácil referendar uma questão marginal.
Por isso votemos. O voto é nosso mas seja qual for o sentido não resolverá os problemas de fundo.

tags:
publicado por carlocos às 16:50
link do post | Arrifem comentários | ver comentários (3) | favorito
|

Fecha uma escola.

Será por estas insignificâncias que a despesa publica não para de crescer.

O Governo vai pagar 95.000 euros em 6 meses ao ex-presidente do conselho de administração da hidroeléctrica de Cahora Bassa, Carlos Veiga Anjos, para fazer um estudo sobre a empresarialização do Arsenal do Alfeite.

Depois da campanha com o tal das finanças aparece esta.

Esta é mais uma medida inserida na contenção de despesas?

O dinheiro não chega para tudo, há que tirar aos ricos reformados de miséria aos professores, aos FP, do povo. E distribuir por quem mais precisa.

publicado por carlocos às 16:17
link do post | Arrifem comentários | ver comentários (1) | favorito
|

Vai um de damas.

As brancas jogam e bebem.

tags:
publicado por carlocos às 11:30
link do post | Arrifem comentários | ver comentários (1) | favorito
|

Ninguém sai.

É curioso, andam por ai uns fulanos da oposição a pedir a demissão de ministros e o ultimo é o da propaganda enganosa.

Ò meus caros amigos, por a caso conhecem alguém que reúna melhores condições do que estes? Não acham que se algum destes saísse o nível e a qualidade dos ministros e do governo subia? E depois?! Não é compreensível que o 1º ministro queira conviver com pessoal do seu nível?...

publicado por carlocos às 11:28
link do post | Arrifem comentários | favorito
|

O mito dos 6 Milhões.

tags:
publicado por carlocos às 11:24
link do post | Arrifem comentários | favorito
|

...

publicado por carlocos às 11:18
link do post | Arrifem comentários | favorito
|

...

 

publicado por carlocos às 11:09
link do post | Arrifem comentários | favorito
|
Sábado, 3 de Fevereiro de 2007

Carro de assalto

Viatura de assalto destinada a equipar as forças armadas portuguesas.

publicado por carlocos às 21:41
link do post | Arrifem comentários | favorito
|

Quem não sabe negociar fecha a loja.

publicado por carlocos às 21:37
link do post | Arrifem comentários | favorito
|

Portugal sempre na vanguarda.

Os nossos políticos são do melhor que por ai Há. A qualidade é tanta e a capacidade inventiva, que de tantas ideias com os mais díspares resultados conseguiram inventar as relações unilaterais. Brilhante iniciativa a de levar uma comitiva à China ao mais alto nível, para estreitar relações diplomáticas e comerciais. Não tem a menor importância que as vítimas da comitiva fujam a sete pés, "dá ás de Vila Diogo". Para africa. Mesmo há quem diga que viu o presidente e alguns ministros chineses com ar de pânico a dar com os calcanhares no cu tal era a ânsia de fugir à tão distinta comitiva.

Nas palavras do 1º ministro e comandante da nau comitiva, a china só tem a ganhar em estreitar relações com Portugal. Então não é que fazemos parte da comunidade europeia e se a china quer ter trocas comerciais com a Europa, nós os portugueses somos o parceiro ideal. Somos nós que vamos abrir as portas escancaradas da união europeia à china. E em Africa!... Somos senhores das vantagens, os supra sumos das relações.

O facto dos chineses terem interferido em todos os movimentos de libertação em africa, de já a alguns anos para cá estarem instalados por essa africa fora. Nada diz nem é importante. Nós com um passado de país colonizador é que temos a capacidade de influenciar e estreitar as relações dos amarelos. E mesmo que alguns dos mais altos corpos dirigentes africanos tenham sido treinados e subsidiados nas suas lutas pela independência pelos chineses, não conta. E essa então a dependência dos chineses na capacidade aglutinadora do governo português. É tão verdade, que eles foram para africa enquanto o governo português foi oferecer os nossos préstimos à china. Coisa de pouca importância.

Até os que criticam esta iniciativa estão rendidos a esta verdade. Sem nós, os chineses ainda não sabiam onde era africa e os alemães desconheciam as vantagens chinesas. Será através da nossa influência europeia que a china irá exportar para a Europa e as empresas europeias irão encontrar um fecundo mercado de expansão naquele imenso territórios.

E depois temos muito de semelhante com os chineses. Mão-de-obra barata, exploração, pagamos impostos e não recebemos nada em troca. Saúde? Não temos. O pouco que havia desapareceu graças a acção do mistério da saúde. Não temos pena de morte mas temos mortos por falta de assistência. Não pagamos a bala da execução, mas pagamos a quem fecha centros de saúde, urgências. E depois somos um país de mão-de-obra barata. Com a vantagem de os salários terem tendência a diminuir ao contrário dos países que recentemente aderiram a união. Temos o tecido trabalhador mais precário da Europa.

Somos a mina em bruto, pronta para ser explorada por uns quais queres empresários sem escrúpulos iguais a tantos outros que por aqui deambulam que tão bem conhecemos. Saberão eles que por cá há quem não pague salários e compre Ferraris e Maseratis. Podemos ter os filhos que quisermos mas não temos condições de os criar. Sempre é diferente eles parece que não os podem ter. Trabalhamos para comer mal, eles comem mal para trabalhar. Protestamos e temos a policia a pedir a identificação fazemos passeios ao ar livre, sofremos penas disciplinares. Sempre é diferente de levar com tanques em cima.

Mas há uma coisa que em somos imbatíveis, é na corrupção, suspeitos são ás paletes condenados, onde os há?

publicado por carlocos às 21:34
link do post | Arrifem comentários | favorito
|

Cama.

Cama de sonho daquele politico que ainda a pouco tempo atrás tinha uma namorada à partida e quando chegava. Durante o resto nunca se via.

publicado por carlocos às 20:49
link do post | Arrifem comentários | favorito
|

Mistério da educação no seu melhor.

É curioso, sabem o que é Terminologia Linguística para o Ensino Básico e Secundário (TLEBS)? Não; não é um programa para entreter as criancinhas que passa na TV é um chorrilho de asneiras sem sentido que afinal até foi suspenso. Mas, a que os alunos que forem a exame do 12º B vão ter que responder.

Noticia do Correio da Manhã: O assessor do Ministério da Educação explicou que a tutela se compromete a garantir que “os alunos expostos à nova terminologia e os que tiveram a antiga vão conseguir responder correctamente aos itens apresentados no exame”.

Ridículo? … Não; afinal estamos em Portugal e com este mistério da (des)educação todo é possível.

Esperavam algum diferente? Era preciso que houvesse qualidade nesses sítios.
tags:
publicado por carlocos às 20:24
link do post | Arrifem comentários | favorito
|

Baixos salários e competitividade

Segundo o ministro da propaganda somos um país competitivo por causa dos baixos salários.

Mas então porque estão as multinacionais a sair de Portugal?

Porque estão operários altamente qualificados a ir para o desemprego?

Os tais 150.000 empregos seriam a pensar na exploração de mão-de-obra barata pelos chineses?

publicado por carlocos às 20:14
link do post | Arrifem comentários | favorito
|

referer referrer referers referrers http_referer

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.links

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds